Artigos e Entrevistas

8 curiosidades sobre o ouvido humano

Digitando a palavra “ouvido” no seu mecanismo de busca na internet você, certamente, encontrará uma série de conteúdos com informações sobre o funcionamento e as principais doenças do sistema auditivo. Mas você sabia, por exemplo, que a sua orelha interfere no sabor do alimento que você come ou que o spray de cabelo é um inimigo para a sua audição? Saindo um pouco do lugar comum dos assuntos sobre sistema auditivo, reunimos algumas curiosidades a respeito do ouvido que irão te surpreender. Veja:

1 – Ouvindo o sabor
Uma das funções das orelhas é justamente passar sinais de sabor do cérebro, e isso se dá graças ao nervo conhecido como corda do tímpano. Esse nervo transpassa a região central da orelha enquanto conecta a língua e o cérebro. É por isso, então, que a orelha pode afetar potencialmente a forma como sentimos o sabor dos alimentos que ingerimos. Doenças ou cirurgias na orelha podem alterar o paladar.

2 – Ossos no ouvido
O ouvido humano tem três ossos nominais. São ossos minúsculos que, se juntados, correspondem ao tamanho de uma moeda pequena – o menor osso do corpo humano é o estribo, localizado no ouvido. A área interna do ouvido é do tamanho de uma borrachinha daquelas que ficam na ponta do lápis – e só ali há pelo menos 20 mil cílios, que são pelinhos que vibram conforme escutamos diversos sons e que servem para proteger a região.

3 – Trabalha enquanto dorme
Quando você dorme, seus ouvidos continuam a ouvir todos os barulhos do ambiente. A diferença é que seu cérebro desliga a maioria dos receptores dos sons para que você possa dormir em paz e só desperte ao ouvir um barulho realmente alto.

4 – Equilíbrio
Seu ouvido é o responsável por manter seu corpo em equilíbrio. Problemas relacionados a tonturas crônicas podem indicar labirintite. A estrutura interna do ouvido tem o labirinto, formado pela cóclea, cuja função está relacionada à audição, e o vestíbulo, que cuida do equilíbrio. A função dessas estruturas pode ser afetada em decorrência de inflamações, infecções e tumores.

5 – Um mau amigo
Se você é do tipo que não sai de casa antes de tomar um banho de spray de cabelo, saiba que esse produto pode prejudicar o funcionamento do seu ouvido. A verdade é que, como a orelha fica em meio aos seus cabelos, o spray pode ir parar no seu ouvido e paralisar a cera que sairia de lá naturalmente. O acúmulo de cera pode prejudicar sua audição muito mais do que você imagina, então, da próxima vez que resolver aplicar o produto, certifique-se de cobrir a sua orelha.

6 – Evite cotonetes
A verdade é que você não precisa – nem deve – usar cotonetes. Seus ouvidos são inteligentes e se limpam sozinhos. É por isso que aquela quantidade absurda de cílios está lá: para expelir a cera que seu ouvido produz.

7 – Crescendo
A troca da pele da região interna do ouvido acontece frequentemente – a cada ano você perde e ganha pouco mais de 3 cm de pele. Se você só ganhasse e não perdesse, aos 20 anos você teria uma pelanca de 60 cm pendurada em cada ouvido.

8 – Fones de ouvido e bactérias
Música é um vício quase universal. Cada pessoa tem suas canções favoritas, seus artistas prediletos e suas bandas do coração. Quando estamos no ônibus, no avião, no trabalho ou na fila do supermercado, o jeito é apelar para o bom e velho fone de ouvido. Melhor: para o mau e velho fone de ouvido.
Por mais prático que pareça, esse acessório não faz bem para a sua saúde auditiva. Só para você ter ideia, depois de uma hora usando fones de ouvido, o número de bactérias na região vai aumentar 700 vezes – se o seu ouvido coça demais, pode ser que você tenha contraído algum tipo de infecção.
Quanto ao volume do som: sentar-se próximo a uma orquestra pode começar a causar problemas de audição depois de 30 segundos! Aliás, estamos falando de problemas irreversíveis. Então o melhor é evitar o uso de fones e não se expor a grandes barulhos.

(Fonte: Mega Curioso)

Data Postada: 22/05/2017