Artigos e Entrevistas

Dicas para professores com alunos surdos

O bom desenvolvimento da fala e da linguagem é fundamental para o futuro de uma criança e a audição é muito importante para que ela desenvolva todo o seu potencial. O caminho do sucesso para uma boa audição, em crianças com carência auditiva, começa com a seleção adequada dos aparelhos auditivos. Entretanto, mesmo aparelhos auditivos adaptados e programados precisamente para as necessidades da criança podem não garantir a audição necessária em todos os ambientes. O mesmo ocorre com os implantes cocleares que, em determinados ambientes, a distância entre a criança e o falante, o ruído, o eco ou a falta de contato visual podem dificultar a audição.

Ambiente ruidoso

Uma ótima forma de superar essas dificuldades é complementar a adaptação do aparelho auditivo e o implante coclear com sistemas de comunicação sem fio. Esses sistemas captam os sinais da fala e transmitem direto para os aparelhos auditivos ou implantes cocleares, e o microfone próximo a boca do falante capta a voz sem ruído de fundo. É como falar bem próximo aos ouvidos da criança, numa transmissão clara e direta da fala, a uma distância de até 30 metros. Dados científicos mostram que o reconhecimento da fala é 40% melhor quando se usa dois receptores ao invés de um.

Distância aluno e professor

Esses sistemas sem fio oferecem para a criança a liberdade de participar de qualquer situação, e seu uso nos primeiros anos de vida aumenta as experiências de fala e linguagem tanto em termos de quantidade como de qualidade, que são fundamentais para o aprendizado. Posteriormente, no ambiente ruidoso e ativo da Educação Infantil, os sistemas sem fio permitem uma participação mais efetiva da criança em todas as atividades, pois diminuem a distância entre aluno e professor.

Outras dicas

Assentos preferenciais:
 permitem que o aluno esteja mais próximo ao professor, desde que ele concorde, é claro, isso irá colaborar com o seu entendimento, pois assim toda a linguagem corporal e comunicação não verbal estarão mais evidenciadas.

Debates em aula: quando existir a necessidade de debater qualquer tema em sala de aula, não esqueça daquele aluno com perda auditiva e, assim, faça com que os estudantes comuniquem-se um de cada vez.

Experiência dos pais: sempre os pais serão uma ótima fonte de conhecimento sobre qualquer aluno. Portanto, se você percebe que precisa conhecer melhor as necessidades e rotinas daquele aluno com carência auditiva não se acanhe e consulte os pais. Certamente eles terão prazer em compartilhar informações ao ver que o seu objetivo é apoiar o estudante no seu desenvolvimento.

Disciplina: não trate com diferença aquele aluno com pouca audição em relação aos demais quando o assunto é disciplina. Assim como os outros estudantes ele deve entender que a sala de aula também tem regras que devem ser respeitadas por todos.

Atenção: ao se comunicar com o aluno com pouca ou nenhuma audição tenha certeza de que ele o está ouvindo. Faça contato visual, olho no olho, e fale com calma.

Data Postada: 25/05/2017